Archive Page 2

XXI está se aproximando…

Deus!

O que Ele significa para você? Qual a mudança que Ele pode fazer em sua vida? Você já teve alguma experiência com Ele?

Se você ficou em dúvida em algumas dessas perguntas, venha participar do nosso XXI Retiro de Experiência de Oração que acontecerá nos dias 29, 30 e 31 de outubro. Uma ótima oportunidade para ter momentos inesquecíveis com Deus, aumentar sua fé, fazer novos amigos e que sabe transformar sua vida? Basta você querer!

 

Faça o retiro de experiência de oração e aproveite também o Grupo de Oração Jovem Emanuel, todos os sábados às 20h na Paróquia Santa Inês – Baln. Camboriú.

 

Deus está te esperando!

 

Para mais informaações

goj_emanuel@hotmail.com

Michele 9106.5316 ou

Juliano 9654.1715

 

Anúncios

XXI Retiro de Experiência de Oração

O XXI Retiro de Experiência de Oração está se aproximando e o Grupo Emanuel já está se preparando para receber os jovens e as graças que Deus irá derramar.

Você que sente esse chamado do Senhor e quer viver essa experiência inesquecível, entre em contato conosco e garanta já a sua vaga!

Para mais informações

goj_emanuel@hotmail.com

Não foi só bom, foi demais…

Renunciai a vida passada e
despojai-vos do homem velho… 

Já era de se esperar, o XIX Retiro de Experiência de Oração do Grupo de Jovens Emanuel foi simplesmente fantástico. 29 retirantes participaram de momentos de profunda espiritualidade, além de se divertirem nos dias 13, 14 e 15 de novembro.

Teatro de sexta-feira

O Retiro começou em grande estilo com a apresentação do teatro “Life House Everything” na primeira noite. A apresentação conta como o homem pouco a pouco se deixa seduzir com as tentações do mundo como o dinheiro, as paixões desacerbadas, a beleza até chegar a morte, mas também traz o contraponto do quanto Deus investe em nossas vidas e luta por nós.

A encenação, organizada pelo Ministério de Teatro do Grupo, foi o abre-alas da pregação da noite, facilitando os referenciais usados pelos pregadores para falar sobre o amor de Deus.

Falando em pregadores, a condução dos três dias ficou por conta do Jordelino e sua esposa Sandra que abrilhantaram as pregações com dinâmicas, testemunhos e muita oração.

Pregadores: Jordelino e Sandra

O sábado foi o dia mais puxado (como sempre), a galerinha acordou às 08 da manhã e logo cedo a oração tomou conta do espaço.

Durante todo o dia, entre uma pregação e outra, sempre tinha os momentos de animação. E o pessoal dançou muito. O Ministério de Música resgatou músicas do passado como ‘Dança de Nazaré’ e também tocou sucessos mais novos do grupo como ‘O meu lugar é o céu’ e ‘Em quem coloquei minha fé’. Ou seja, alegria não faltou por lá.

Não podia faltar a presença de Maria, a mãe intercessora sem dúvidas rogou por todos os servos e retirantes. No retiro também foi esclarecido bem o papel de Nossa Senhora na Igreja e na Intercessão na vida do povo de Deus.

O sábado a noite foi também cheio de surpresas. Com a celebração da Palavra foi aberta a terceira etapa do dia, e em seguida mais momentos de oração e reflexão.

Animação

Domingão, foi de muita alegria e também saudades. O último momento mais forte aconteceu pela manhã e a participação dos retirantes foi muito intensa.
Com um sentimento de profunda emoção misturada com felicidade, os retirantes voltaram à Paróquia Santa Inês em Balneário Camboriú para participarem da missa às 18h com a presença de vários pais.

O Retiro encerrou-se, mas a mensagem de Deus permanece: Renunciai a vida passada e despojai-vos do homem velho…

VEJA A GALERIA DE IMAGENS!

Eu quero evangelizar!

Imagina se todo mundo acordasse pela manhã e desejasse “Eu quero evangelizar”? O mundo seria outro, sem dúvidas, bem mais parecido com o céu.

Mas a lógica de refletirmos sobre esse assunto não é nem mesmo a carência de vocações religiosas (que muita gente pensa ser a única forma de evangelização), porém é a omissão dos cristãos que preferem calar-se do que anunciar o evangelho.

O ato de evangelizar é simples e exigente ao mesmo tempo. Você não precisa parar alguém e falar mirabolantes palavras afim de tentar convence-lo de algo. A evangelização pode ser num gesto, num ato de solidariedade e até mesmo no silêncio (se ele for usado no momento certo). E por isso que é simples e exigente, pois ao mesmo tempo que podemos evangelizar com pequenas ações, elas nos homemecriancaslevam a firmar um compromisso de tentar viver essas ações e, é nessas horas, que muita gente desiste.

Agora, pensemos nós, o que nos falta para “larçarmos as redes”? O que nos falta para “anunciar-mos a Boa Nova”?

Chegou numa resposta?
Talvez nos falte coragem, ousadia, largarmos de preguiça e termos mais confiança em Deus. A junção dessas coisas faria de nós preciosos evangelizadores. Não anunciar o Senhorio de Jesus é quase que um ato de egoismo, ou seja, é você conhecer a verdade, o caminho da salvação e não querer contar para ninguém.

E se você acha que você não tem a ver com esse lance de “evangelização”, que isso é coisa pra padre, freira ou catequista. Saiba que você está enganado. É missão de todo batizado/cristão evangelizar.

Não fique parado esperando Jesus voltar para você lembrar que tem que fazer alguma coisa.

Ahh, e se você não sabe como evangelizar, peça a Deus essa graça, além de também pedir orientação para um religioso.

Que o Espírito Santo inflame nossos corações e nos leve a sermos cristãos mais fervorosos e anunciadores do Evangelho. Amém!

Vem ai mais um Retiro de Experiência de Oração!

Convite_Retiro

Paz e Bem!

O Musical de São Francisco apresentado pelo Grupo de Jovens Emanuel no dia 03/10 foi realmente um espetáculo. 45 minutos de músicas, danças, teatro e a interpretação de 20 jovens entre dançarinos e atores, além de mais 10 pessoas na equipe de produção.

A platéia ficou encantada e, sem dúvidas, comemorou em alto estilo o dia de São Francisco.

Musical 1

 

Em breve vídeos e fotos na sessão especial.

Jesus Cristo, Minha Fortaleza

Nos livros da Sagrada Escritura, principalmente nos do Antigo Testamento, são muitos os personagens que se referem a Deus como sua fortaleza. Naquele tempo, onde os povos viviam em batalha constante pela sua sobrevivência, eles construiam fortalezas que serviam como seu principal local de defesa. De difícil acesso para estranhos e com segurança em seu interior, assim era a comparação com o Senhor, pois trazia segurança e descanso, além de acolher todo aquele que necessitava de socorro.

Jesus Cristo em Mt 7, 24 fala de fortaleza e segurança quando orienta ao povo que aquele que ouve suas palavras e as põe em prática é como um homem que constrói sua casa sobre a rocha. Vem a chuva, a enchente e o vento mas nada derruba esta casa. Assim também é todo aquele que tem Jesus Cristo como sua fortaleza, todo tipo de adversidade investe sobre esta pessoa, mas ela se mantém firme, pois sua vida está fundamentada no Senhor.

E como fruto de uma vida fundamentada em Cristo, nos tornamos anunciadores do Seu Reino, não só com palavras mas com nossa forma de agir, na nossa casa, no nosso círculo de amizades e principalmente no nosso trabalho. Pois “haverá um novo céu e uma nova terra” (Ap 21, 1) e nesta terra haveremos de trabalhar para construirmos uma nova civilização.

Para termos plena consciência de que Jesus Cristo é nossa fortaleza, é que nos foi dado o Espírito Santo, para  fazer voltar nosso coração Àquele que nos dá a verdadeira segurança e nos acolhe quando necessitamos de ajuda, “pois Deus não nos deu um espírito de timidez, mas de fortaleza, de amor e de sabedoria” (II Tm 2, 7).

Pregação no GJ Emanuel - 12/09/2009.